terça-feira, agosto 15, 2006

Trova do Vento que (não) Passa

Pergunto ao vento que passa
notícias do meu país
e o vento cala a desgraça
o vento nada me diz.
o vento nada me diz.

Pergunto aos rios que levam
tanto sonho à flor das águas
e os rios não me sossegam
levam sonhos deixam mágoas.

(...)

Quatro folhas tem o trevo
liberdade quatro sílabas.
Não sabem ler é verdade
aqueles pra quem eu escrevo.

Mas há sempre uma candeia
dentro da própria desgraça
há sempre alguém que semeia
canções no vento que passa.

Mesmo na noite mais triste
em tempo de servidão
há sempre alguém que resiste
há sempre alguém que diz não.
Manuel Alegre


O vento passa e nada muda... O vento forte, sopra sem nada de novo. Continuo à espera de sentir aquela brisa na cara que faz do sonho vida, que traz a mudança e que faz a diferença.O vento nunca mais muda!

4 Comments:

At terça-feira, agosto 15, 2006 10:27:00 da tarde, Blogger Tiago said...

o vento que tudo leva e nada tras. so a brisa me acalma e me deixa em paz.

bjs
tiago

 
At quarta-feira, agosto 16, 2006 12:18:00 da manhã, Anonymous GR said...

O vento foi muito forte deixou os poemas, o poeta foi com o vento que passa.
O poeta desde aí perdeu a coerência!
Ficaram os belíssimos poemas!
Maça de Junho,
Quando menos esperares sentirás a brisa. Uma aragem suave, de aroma doce!
O vento muda! Porque a vida é composta de mudança!
Até lá sorri!

Bjs,

GR

 
At quarta-feira, agosto 16, 2006 1:49:00 da manhã, Blogger Ritó said...

O vento que passa conta-me novas do meu pais, ao contrario do vento do Manuel...
Vamos la a elevar o espirito! O vento passa e muda. Muda o rumo da folha que nele se passeia e muda a nossa pele (aquela do papel). E nos estamos ca para essa mudanca. E a brisa sente-se na cara sempre que nos beijam, nos sorriem... Querida lua, quero ver-te mais brilhante! Vamos......

 
At quarta-feira, agosto 16, 2006 11:06:00 da manhã, Blogger Pete said...

Talvez o vento mude aí um dia destes e comece a correr de feição.

Beijinhos e bom resto de semana,

Pedro Gonçalves.

 

Enviar um comentário

<< Home