quinta-feira, agosto 17, 2006

Ver. Olhar. Tocar.


Ver-te deitado.
Ver-te a ver-me aprisionada
No riso por te ver
Rever-te totalmente.
Por te ter visto
De cima

Olhar-te de baixo.
Olha-te a olhar-me deitada
De azul por te olhar
Rever-te repentinamente.
Por te ter olhado
Do céu

Tocar-te na pele.
Tocar-te a tocar-me molhada
De prazer por te tocar
Retocar-te intensamente
Por te ter tocado
Com o corpo
MLC

4 Comments:

At sexta-feira, agosto 18, 2006 1:24:00 da manhã, Anonymous GR said...

Esse sorriso, começa a aparecer!

Bjs,

GR

 
At sexta-feira, agosto 18, 2006 7:32:00 da tarde, Blogger Tiago said...

Sentir o calor do teu toque é tudo o que me basta.

 
At segunda-feira, agosto 21, 2006 10:11:00 da manhã, Blogger Rui Diniz said...

Tocante!

Muito, muito bem.
Beijos,
Diniz

 
At domingo, setembro 10, 2006 7:32:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Hummm!!
poetas, poetisas...'é mágico poder encontrar metáforas e versos nesta virtualidade,é encantador saber que ainda existem amantes da poesia, vagando no espaço d'algum lugar.
Alana Araújo.

 

Enviar um comentário

<< Home